O poema infantil é um recurso importante para entreter as crianças e ao mesmo tempo apresentar o universo literário que é mágico e atraente.

Muitas ideias e informações podem ser aprendidas por meio dos poemas, haja vista, a imensa quantidade de excelentes escritores brasileiros como Cecília Meireles, Vinicius de Moraes, dentre outros.

Uma vez que ao longo do tempo tem despertado o interesse de muitos pequeninos para o mundo das letras, através da sua forma lúdica e encantadora, os poemas sempre terão espaço garantido nas escolas, espaços educativos e claro em seus lares.

Por tudo isso, apresentaremos alguns dos mais famosos poemas infantis que são contados geração após geração para as crianças. Confira!

Poema infantil curto

Poemas infantis curtos são ótimos para apresentar o mundo literário para as crianças.

Uma das principais autoras é Cecília Meirelles, segue um de seus poemas.

poema infantil
(Foto: mitsoumagazine)

Poema “Pontinho de Vista” de Pedro Bandeira

Eu sou pequeno, me dizem,
e eu fico muito zangado.
Tenho de olhar todo mundo
com o queixo levantado.

Mas, se formiga falasse
e me visse lá do chão,
ia dizer, com certeza:
— Minha nossa, que grandão!

Poema “O Eco”

O menino pergunta ao eco
Onde é que ele se esconde.
Mas o eco só responde: Onde? Onde?

O menino também lhe pede:
Eco, vem passear comigo!

Mas não sabe se o eco é amigo
ou inimigo.

Pois só lhe ouve dizer: Migo!

Conheça ainda: Trava língua do Folclore

Poema “As borboletas” de Vinicius de Moraes

Brancas
Azuis
Amarelas
E pretas
Brincam
Na luz
As belas
Borboletas.

Borboletas brancas
São alegres e francas.

Borboletas azuis
Gostam muito de luz.

As amarelinhas
São tão bonitinhas!

E as pretas, então…
Oh, que escuridão!

Poema “A porta” de Vinicius de Moraes

Sou feita de madeira
Madeira, matéria morta
Não há nada no mundo
Mais viva que uma porta

Eu abro devagarinho
Pra passar o menininho
Eu abro bem com cuidado
Pra passar o namorado

Eu abro bem prazenteira
Pra passar a cozinheira
Eu abro de supetão
Pra passar o capitão

Eu fecho a frente da casa
Fecho a frente do quartel
Eu fecho tudo no mundo
Só vivo aberta no céu!

Leia também: Poesia Infantil: com rimas, curtas

Poemas infantis de famosos

Seguem alguns poemas de famosos poetas e escritores brasileiros e estrangeiros.

poema infantil curto
(Foto: Saraiva)

Poema “O Menino Azul” de Cecília Meireles

O menino quer um burrinho
para passear.
Um burrinho manso,
que não corra nem pule,
mas que saiba conversar.

O menino quer um burrinho
que saiba dizer
o nome dos rios,
das montanhas, das flores,
– de tudo o que aparecer.

O menino quer um burrinho
que saiba inventar histórias bonitas
com pessoas e bichos
e com barquinhos no mar.

E os dois sairão pelo mundo
que é como um jardim
apenas mais largo
e talvez mais comprido
e que não tenha fim.

(Quem souber de um burrinho desses,
pode escrever
para a Ruas das Casas,
Número das Portas,
ao Menino Azul que não sabe ler.)

Poema “A língua do Nhem” de Cecília Meireles

Havia uma velhinha
que andava aborrecida
pois dava a sua vida
para falar com alguém.

E estava sempre em casa
a boa velhinha
resmungando sozinha:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

O gato que dormia
no canto da cozinha
escutando a velhinha,
principiou também

a miar nessa língua
e se ela resmungava,
o gatinho a acompanhava:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

Depois veio o cachorro
da casa da vizinha,
pato, cabra e galinha
de cá, de lá, de além,

e todos aprenderam
a falar noite e dia
naquela melodia
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

De modo que a velhinha
que muito padecia
por não ter companhia
nem falar com ninguém,

ficou toda contente,
pois mal a boca abria
tudo lhe respondia:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

Diante desses exemplos, escolha o seu poema infantil preferido e lei para em casa ou na escola, pois com certeza será a porta de entrada para a criatividade e educação dos pequenos.

Deixe um comentário